"De todos os meios de expressão, a fotografia é o único que fixa para sempre o instante preciso e transitório. Nós, fotógrafos, lidamos com coisas que estão continuamente desaparecendo e, uma vez desaparecidas, não há mecanismo no mundo capaz de fazê-Ias voltar outra vez. Não podemos revelar ou copiar uma memória”
.
Henri Cartier-Bresson

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

FACE PERDIDA...


"Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios, nem o lábio amargo.
Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha este coração que nem se mostra.
Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
Em que espelho ficou perdida a minha face?"  

Cecília Meireles

O SONO DOS JUSTOS...

Parque das esculturas - Museu de Arte Moderna - Solar do Unhão - Salvador, Ba

A cada dia podemos repousar...
E despertar melhores do que somos.
E caso assim não aconteça...
Não tardará a finitude em conceder...
Anda que seja no ultimo repouso
O desejado sono dos justos.

Autor: Juray de Castro

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

domingo, 6 de fevereiro de 2011

MARRECO


Os marrecos são "irmãos gêmeos" dos patos, E atingem entre 35 e 50 centímetros.  No Brasil, as espécies mais conhecidas são o paturi (Nomonyx dominicus) e o irerê (Dendrocygna viduata ).

Na foto, a marreca-toicinho. Uma espécie de marreca belíssima, conhecida também por queixo-branco e paturi-do-mato.

SÉRIE GEOMETRIA URBANA