"De todos os meios de expressão, a fotografia é o único que fixa para sempre o instante preciso e transitório. Nós, fotógrafos, lidamos com coisas que estão continuamente desaparecendo e, uma vez desaparecidas, não há mecanismo no mundo capaz de fazê-Ias voltar outra vez. Não podemos revelar ou copiar uma memória”
.
Henri Cartier-Bresson

sábado, 17 de julho de 2010

VIGÍLIA SECULAR

Vista posterior da torre da igreja doa aflitos - Salvador Ba.
O famoso jeitinho brasileiro já era usado para resolver questões financeiras no século 18. Durante o apogeu do movimento barroco, diversas igrejas foram construídas Brasil afora com apenas uma torre – em vez das duas previstas pelas medidas estéticas barrocas e legislação da época.
Uma das explicações é que o governo português considerava os templos com duas torres concluídos – e cobrava altos impostos dos capelães. Assim, com apenas uma torre, eles alegavam que a igreja estava em fase de construção. Embora essa seja a versão mais aceita, historiadores apontam outras duas razões. Uma delas é que templos maiores, com duas torres, custavam muito caro para os padrões das cidades. Outra é estética. “Boa parte delas foi construída já no início do movimento rococó, que tem características mais simples”, afirma a diretora de patrimônio histórico de Diamantina, Verônica Motta.

Texto de: Rodrigo Gallo

Um comentário:

Jomarlim disse...

Registro magnifico